Bola
29/03/2019 15:51 em Cantinho Literário
Bola,
 
bola marota que alimenta meus sonhos,
 
que fez a criança parar de chorar,
 
no meio da chuva também és companheira.
 
Nada no mundo explica tamanha paixão por você.
 
Muitos perguntam:
que graça tem correr atrás de uma bola.
 
Respondo:
Não há graça alguma,
há magia,
suor,
emoção.
 
A bola nos remete a sentimentos por outrora retraídos,
 
nos levando a sonhos antes distantes,
 
unindo amigos distantes por motivos desconhecidos,
 
fazendo guerras chegarem ao fim.
 
Bola tão maluca que me faz rir e chorar em uma mesma partida.
 
Quanto devo a ti,
 
imagino se soubesse jogar bem, o quanto então eu ainda teria a agradecer.
 
Vai bola, rola...
 
faz do teu caminho uma nova linha da história
 
e nos leve por campos nunca dante jogados.
 
Por Fernando Alves Firmino
29/03/2019
COMENTÁRIOS
Rádio ESPORTESNET