F1: Calendário, lançamentos da temporada 2019
23/01/2019 10:12 em Esportes

   Os diabos necessários já estão doidos para saberem sobre a temporada 2019 da F1 e algumas equipes já divulgaram a algum tempo a agenda de lançamentos, onde estamos aguardando ansiosos pelos novos carros.

    O calendário terá, mais uma vez, 21 corridas, com o Grande Prêmio da China sendo palco da milésima etapa da história da categoria.

Confira algumas datas de lançamentos dos novos carros, confira:

Terça, 12 de fevereiro: Renault. Local: Enstone, Inglaterra.

Quarta, 13 de fevereiro: Racing Point. Local: Toronto, Canadá.

Quinta, 14 de fevereiro: McLaren. Sem local marcado.

Sexta, 15 de fevereiro: Ferrari. Local: Maranello, Itália.

    A pré-temporada, utilizada como testes para as equipes, será novamente no Circuito de Barcelona, na Espanha. Confira as datas:

    Primeiro teste: 18 a 21 de fevereiro.

    Segundo teste: 26 de fevereiro a 1 de março.

    O calendário continua o mesmo da temporada de 2018, mas ainda pode sofrer alterações:

17 de março: Melbourne, Austrália. 2h10 (Horário de Brasília)

31 de março: Sakhir, Barein. 12h10 (Horário de Brasília)

14 de abril: Xangai, China. 3h10 (Horário de Brasília)

28 de abril: Baku, Azerbaijão. 9h10 (Horário de Brasília)

12 de maio: Barcelona, Espanha. 10h10 (Horário de Brasília)

26 de maio: Monte Carlo, Mônaco. 10h10 (Horário de Brasília)

9 de junho: Montreal, Canadá. 15h10 (Horário de Brasília)

23 de junho: Paul Ricard, França. 10h10 (Horário de Brasília)

30 de junho: Spielberg, Áustria. 10h10 (Horário de Brasília)

14 de julho: Silverstone, Inglaterra. 10h10 (Horário de Brasília)

28 de julho: Hockenheim, Alemanha. 10h10 (Horário de Brasília)

4 de agosto: Hungaroring, Hungria. 10h10 (Horário de Brasília)

1° de setembro: Spa-Francorchamps, Bélgica. 10h10 (Horário de Brasília)

8 de setembro: Monza, Itália. 10h10 (Horário de Brasília)

22 de setembro: Marina Bay, Singapura. 9h10 (Horário de Brasília)

29 de setembro: Sochi, Rússia. 8h10 (Horário de Brasília)

13 de outubro: Suzuka, Japão. 2h10 (Horário de Brasília)

27 de outubro: Hermanos Rodriguez, México. 15h10 (Horário de Brasília)

3 de novembro: Austin, Estados Unidos. 16h10 (Horário de Brasília)

17 de novembro: Interlagos, Brasil. 15h10

1° de dezembro: Yas Marina, Abu Dhabi. 11h10 (Horário de Brasília)

    Pilotos confirmados

   Quando Lance Stroll foi confirmado pela Racing Point Force India, o grid da temporada de 2019 da F1 ficou completo. Este será o ano com o maior número de mudanças de pilotos da história da categoria, com 4 equipes mudando completamente seus pilotos. Veja o grid para 2019:

   Ferrari: Sebastian Vettel, tetracampeão mundial, continua na Ferrari em busca de seu primeiro título com a Scuderia Italiana. Seu companheiro será o jovem Charles Leclerc, que fez ótima temporada com a Sauber em 2018.

   Mercedes: A equipe continua com a mesma formação de pilotos para 2019, com Lewis Hamilton buscando seu sexto título e Valtteri Bottas lutando por uma colocação melhor do que a 5ª posição no campeonato de pilotos de 2018.

    RBR: Com a saída de Daniel Ricciardo, Pierre Gasly, que estava na irmã Toro Rosso em 2018, vai fazer dupla com o talentoso Max Verstappen na nova temporada.

    Renault: Ricciardo vai em busca de novos desafios na 4ª colocada do mundial de construtores em 2018, e terá um companheiro de equipe experiente e talentoso, mas que ainda busca seu primeiro Pódio na F1, Nico Hulkenberg. 

    Haas: A equipe americana estará no Grid da F1 pelo quarto ano consecutivo, e manterá a mesma dupla de pilotos: Kevin Magnussen e Romain Grosjean.

     McLaren: Com a aposentadoria de Fernando Alonso e a dispensa de Stoffell Vandoorne, a McLaren é uma das equipes que mudará completamente seu quadro de pilotos para 2019. O experiente Carlos Sainz e o jovem Lando Norris tentarão colocar a equipe de volta entre as grandes do Grid.

     Racing Point Force India: Lawrence Stroll, pai de Lance Stroll, comprou parte da equipe e, sem surpresas, seu filho foi anunciado como o segundo piloto da equipe para 2019. Ele terá como companheiro o experiente Sergio Pérez, que foi peça fundamental para a não falência da Force India.

    Sauber: Assim como Ricciardo, Kimi Raikkonen foi atrás de novos desafios na Sauber, equipe pela qual estreou em 2001. O segundo piloto será Antonio Giovinazzi, que já disputou duas corridas com a equipe em 2017, substituindo temporariamente Pascal Wehrlein.

    STR: Outro time com mudança total em sua dupla de pilotos, a Toro Rosso traz de volta o russo Daniil Kvyat, que foi demitido da equipe em 2017. Seu companheiro de equipe será o jovem Alexander Albon, que chegou a assinar contrato para correr na Fórmula E, mas preferiu fechar com a STR.

     Williams: Após muita expectativa por parte dos fãs, Robert Kubica voltará a guiar um Fórmula 1. Seu companheiro será o atual campeão da F2, George Russel, um piloto que fez uma grande temporada, mas que irá sofrer com o carro da equipe britânica.

 

 Por: Fernando Alves Firmino

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
Rádio ESPORTESNET