Participe de nossa pesquisa de opinião

Furação conta com veteranos para se classificar na Libertadores
18/05/2017 - 11h36 em Esportes

O Atlético-PR venceu a Universidad Católica por 3 a 2 nesta quarta-feira, em Santiago, e se classificou para as oitavas de final da Copa Libertadores, terminando na segunda colocação, atrás do San Lorenzo, que venceu o Flamengo. O triunfo suado garantiu o Atlético-PR nas oitavas de final da competição, com 10 pontos - a mesma do San Lorenzo, mas com saldo menor de gols. O sorteio acontece ainda nesta semana.

Aos dois minutos, Grafite chutou rasteiro, mas foi travado pela zaga e a bola acabou em escanteio. Seis minutos depois, em jogada parecida, o atacante novamente viu Maripan chegar bem na hora do chute para evitar o gol Com 13, em boa troca de passes pela direita, Pablo ajeitou dentro da área para Sidcley chutar e o zagueiro tirar na pequena área. Aos 16, Santiago Silva cabeceou para fora. Pouco depois, o centroavante recebeu por baixo por trás da zaga e chutou por cima do travessão. Aos 29, em trama pela esquerda entre Pablo e Sidcley,  o ala foi até o fundo e cruzou para Nikão, que vinha de trás e bateu forte em cima de Tosseli. Com 35, o time chileno trocou passes nas entrelinhas da marcação atleticana e Silva, de frente e dentro da área, bateu de bico no canto direito de Weverton: 1 a 0.

Na segunda etapa, aos oito, a equipe chilena trocou passes com facilidade na área, Buonanotte bateu de frente, a bola desviou na zaga e só parou no travessão. Aos 24, Fuenzalida foi quem bateu em cima de Weverton, em lance muito parecido, com a zaga olhando o adversário tocar a bola e não dando o combate. O Furacão teve as entradas de Carlos Alberto, Eduardo da Silva e Douglas Coutinho. Aos 31, em grande jogada pela esquerda, veio o cruzamento para o Eduardo da Silva cabecear no cantinho de Tosseli: 1 a 1. Cinco minutos depois, Nikão, no meio, tocou para Coutinho, que saiu em velocidade e, na saída do arqueiro, tocou por baixo: 2 a 1.  Com 39, Noir girou em cima da zaga e mandou no ângulo: 2 a 2. Aos 41, Jonathan rolou para Carlos Alberto, na entrada da área, bater colocado, em um bonito gol: 3 a 2. 

Paulo Autuori desabafou após a vitória afirmando que ninguém acreditava no Furacão e criticou os "oportunistas de plantão". Abre Aspas:

"Sou muito pragmático nesta situação. A vida é assim, é dura. Os iluminados no futebol sabem tudo, comentam os fatos e dedico a vitória aos oportunidades de plantão. Vamos, na nossa privacidade, comemorar. Só nós acreditávamos. Foi um bom jogo para quem assistiu, e a equipe mereceu passar esta fase de classificação. Se ganha, é ótimo. Se perde, inventam história. Meu coração não tem espaço para rancor. Estou satisfeito como a equipe se comportou, mas a vida é assim. No jogo contra o San Lorenzo, estava tudo aberto e virou, como virou para o Flamengo hoje. Ninguém contava com o Atlético. Essa é a realidade. É mais um a lição que o futebol nos dá."

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
Rádio ESPORTESNET