O Guarani é o time da virada
11/02/2017 20:28 em Esportes

Após um primeiro tempo horrível, o Guarani chegou a virada sobre o Rio Preto, atuando fora de casa, por 2 x 1. Lenon após a partida resumiu bem os 90 minutos dizendo que cada partida na série A2 será uma batalha a ser superada. "Foi bem a cara do Guarani, sofrido". Leandro Santos disse assim, completando que a partida estava favorável ao Bugre, agora quarto colocado com 7 pontos, e desde os 20 minutos da primeira etapa se via esse cenário aflorado dentro das quatro linhas. Diego Jussani foi um grande personagem da partida, cometendo um pênalti na primeira etapa e marcando um golaço de voleio, preciso e colocando a menina com alta definição no ângulo do gol adversário. Após a partida ele disse que "o futebol é assim mesmo, você vai do céu ao inferno em poucos minutos." As quatro oportunidades da primeira etapa perdidas e o contraste com os gols dos quarenta e cinco minutos finais mostram bem o quanto o futebol é muito mais do que apenas um jogo.

A pressão sobre o treinador Ney da Matta já era presente após quatro partidas de resultados oscilantes, com uma vitória contra o Oeste, uma derrota para o Bragantino e um empate em casa contra o São Caetano. Agora o desafio é local. O Guarani enfrenta o XV de Piracicaba no Barão de Serra Negra nesta Terça-Feira, 14. O Bugre ficou devendo futebol, mas por hoje interessa a vitória e a necessária consciência de que será preciso jogar muito mais futebol para que se chegue a classificação para a próxima fase, onde apenas dois clubes terão o acesso a primeira divisão do futebol paulista. Em pleno Estádio Anísio Haddad e como foi comum em todas as partidas até aqui, o Rio Preto começou o jogo em ritmo intenso e abriu o placar logo aos quatro minutos. Jussani derrubou Fágner dentro da área, e o árbitro marcou pênalti. O próprio jogador foi para cobrança e chutou no meio para fazer 1 a 0. O segundo do Rio Preto quase veio após Luiz Fernando fazer fila na defesa adversária, invadir a área, mas errar ao chutar caprichosamente na trave.

Aos 14 minutos o empate Bugrino. Bola alçada na área do Rio Preto, o goleiro Murilo Prates se atrapalhou e deixou Marcinho de frente para gol. O meia não perdoou e só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes. O time campineiro acabou virando o jogo com aquele golaço de Diego Jussani que começamos o texto. Aos 33 minutos, Denis Neves cobrou escanteio, a bola ficou viva na entrada da área e o zagueiro pegou de voleio para fazer o segundo do Guarani em São José do Rio Preto. Uma virada que não pode ficar apenas na partida de hoje, mas se estender ao acesso.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
Rádio ESPORTESNET